NOTÍCIAS

Sábado foi de muitas homenagens à Maria

Segunda-Feira, 09/10/2017, 09:53:32

Tamanho da fonte: A- A+
Todo o brilho das luzes da Trasladação (Foto: Maycon Nunes/Diário do Pará)

Após a missa celebrada à frente do colégio Gentil Bittencourt, por Dom Leonardo Ulrich, bispo Auxiliar de Brasília, por volta das 17h45, a imagem peregrina saiu em direção à Catedral da Sé onde permaneceu até a manhã de ontem (8). Apesar da chuva, a caminhada fluiu rápido, encerrando às 22h35. Foram 1,4 milhões de participantes.

No decorrer de menos de 5h de romaria, por onde a berlinda passava um espetáculo à parte: fogos de artifício iluminavam o céu, de onde caiam chuvas de papel picado. Em sacadas de prédios, portas de casas ou de empresas, mãos de diversas direções se estendiam à imagem de manto reluzente, colocada na berlinda ornada de flores de tons claros que brilhava em meio aos corredores cobertos pelas copas das mangueiras. Foram 3,7 quilômetros percorridos. A corda que conduzia a berlinda foi separada da segunda estação na Boulevard Castilho França, à frente da Estação das Docas. 

Procissão noturna levou 1,4 milhões às ruas. (Foto: Celso Rodrigues/Diário do Pará)

 

DESAFIO

Segurando uma vela, Thamirys Luiza, 10, sentiu a emoção de pela primeira vez participar da festa tão de perto. “Não tenho palavras pra descrever quanto é bonito”, diz. Empurrando uma bicicleta toda enfeitada de flores, o artista plástico Fernando Noronha, 63, renova a promessa de 5 anos. “Ela me curou de uma doença que nem os médicos sabiam o que era. Não andava e hoje estou aqui”, lembra. 

Assim que a berlinda passou, com ajuda de amigos e familiares, Jhonata Américo, 19, iniciou um dos seus maiores desafios: de joelhos, ele percorreu todo o percurso da romaria. “Em 2016, vi um rapaz cumprindo essa promessa. Duvidei, e ele chegou. Nasceu o desejo de fazer caso passasse no vestibular. Passei”, conta o estudante de Geografia da Universidade Estadual do Pará (Uepa). 

Romaria Rodoviária deu início às celebrações de sábado. (Foto: Mauro Ângelo/Diário do Pará)

NO INÌCIO DA MANHÃ, ROMARIA FLUVIAL ATRAUI 60 MIL À BAÍA DO GUAJARÁ

A primeira Romaria da manhã foi a Rodoviária, que saiu da Igreja Matriz de Ananindeua, na rodovia BR-316, até o trapiche do distrito de Icoaraci. São 24 quilômetros em 3 horas de cortejo motorizado. 

Aproximadamente 60 mil pessoas participaram da Romaria Fluvial, navegando em cerca de 400 embarcações, segundo a Marinha. Ao invés de carros, barcos enfeitados com balões, fitas e réplicas de Nossa Senhora. O cortejo aquático, realizado há 30 anos, partiu do trapiche de Icoaraci, distrito de Belém, com destino à escadinha do Cais do Porto, na Estação das Docas, às 9h, chegando ao seu destino às 11h30. 

A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré foi conduzida na Corveta da Marinha Garnier Sampaio, em uma redoma de vidro, para ser apreciada pelos fiéis. Foram 18 quilômetros percorridos. Na chegada, a Imagem Peregrina foi recebida com honras de Chefe de Estado pela Polícia Militar e aplausos dos devotos. 

Imagem Peregrina retirada da redoma após o Círio Fluvial. (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)

MOTORROMARIA TEVE BLOQUEIO DE RUAS E FISCALIZAÇÃO

Após a chegada da Romaria Fluvial, a Motorromaria seguiu até o Colégio Gentil Bittencourt, com diversas homenagens à Nossa Senhora, por 1h30. A Motorromaria é a quarta procissão do Círio e surgiu em 1990, por iniciativa da Federação Paraense de Motociclismo e tem 2,5 quilômetros de extensão. 

As vias transversais do trajeto foram bloqueadas, impedindo o acesso de veículos às avenidas Presidente Vargas e Nazaré. Um pórtico de acesso foi instalado nas avenidas Marechal Hermes e Visconde de Souza Franco, onde agentes de trânsito fiscalizaram e retiraram motociclistas irregulares do cortejo.

TRASLADAÇÃO

Não há uma data precisa e nem registro de detalhes da primeira Trasladação. Entretanto os relatos afirmam: em 1906, a procissão passou a sair do Colégio Gentil Bittencourt. Só em 1988, a Trasladação passou a ter o mesmo trajeto do Círio, mas em sentido inverso.

IMAGEM ORIGINAL DE NOSSA SENHORA ESTÁ MAIS PRÓXIMA DOS DEVOTOS

Em meio ao som das palmas que ecoava pela Basílica Santuário, a imagem original de Nossa Senhora de Nazaré desceu do Glória, na tarde de sábado (7), para ficar mais próxima dos fiéis até o encerramento da festividade nazarena. O evento ocorre logo após o encerramento da Motorromaria, que leva a imagem peregrina até o Colégio Gentil para aguardar a Trasladação. 

Imagem original fica exposta no nicho até o final do Círio. (Foto: Wagner Santana/Diário do Pará)

Antes mesmo da imagem peregrina – que é acompanhada pelos fiéis durante as doze procissões da festa nazarena – chegasse até a Escadinha da Estação das Docas, uma multidão já preenchia o interior da Basílica Santuário para aguardar o emocionante momento em a imagem original – a que foi encontrada em 1700 – desce do ponto mais alto do altar-mor da igreja. 

Tal oportunidade só ocorre duas vezes por ano, sendo uma delas durante as festividades do Círio de Nazaré. Em oração desde o início da manhã, os fiéis receberam a imagem cantando No momento em que esta ocupou as mãos do Arcebispo Dom Alberto Taveira, e ficou mais próxima da multidão, a emoção levou muita gente às lágrimas. Depois de muitas palmas e cânticos destinados a Maria, a imagem original foi colocada no nicho onde permanecerá a poucos metros dos fiéis até o fim do Círio. Acompanhado da família, o professor Gustavo Costa, 43 anos, já participa da celebração há 6 anos. Para ele, este é um dos grandes momentos do Círio de Nazaré. “Esse é um dos momentos mais fortes de fé que eu conheço. Saímos daqui com uma energia muito positiva, pela fé de todas as pessoas”, garante.

(Roberta Paraense e Cintia Magno/Diário do Pará)

Seja o primeiro a comentar. Clique aqui!

Sem Comentários

MAIS NOTICIAS

CÍRIO

Marabá celebra Nossa Senhora de Nazaré

Domingo, 15/10/2017, 08h25

ROMARIAS

Linhas de ônibus terão alteração no final de semana

Sexta-Feira, 13/10/2017, 22h16

APÓS O CÍRIO

Embarcações que conduziam pessoas irregularmente são apreendidas

Terça-Feira, 10/10/2017, 18h19

CÍRIO 2017

Descida do Glória emociona fiéis na Basílica

Sábado, 07/10/2017, 11h58

PATROCÍNIO

Refrigerantes Okey Banco da Amazônia Celpa Unama
Amaral Costa Claro Poly Perfil UNIMED Belém

APOIO

Refrigerantes Okey